Huawei é vítima de fake news em relação ao uso do WhatsApp em seus aparelhos - Wx Cheat Games | Dicas | Tecnologia | Detonados

Breaking

Wxcheatgames – smartphones, hardware, games e aplicativos. No wxcg você encontra notícias, dicas e tutoriais e fica por dentro dos assuntos.

Huawei é vítima de fake news em relação ao uso do WhatsApp em seus aparelhos



O WhatsApp é o aplicativo de comunicação mais popular do mundo e o fato dele estar hospedado na plataforma do Google fez com que uma notícia falsa começasse a circular na internet, de que o app seria proibido nos dispositivos Huawei por conta das recentes proibições impostas por Donald Trump e acatadas por grandes multinacionais, como o Google.
A Huawei vem andando em uma corda bamba dentro do mercado mobile desde o meio de maio, quando as empresas começaram a “boicotar” a marca dentro do Estados Unidos, fazendo com que diversos fornecedores cortassem a parceria de ano com a fabricante, causando um verdadeiro caos para a chinesa.
Um dos maiores baques foi, sem dúvida, a remoção dos smartphones da lista de dispositivos compatíveis com o Android 10.0 Q beta, bem como o aviso do próprio Google a respeito do não fornecimento de atualizações de segurança ou qualquer outro tipo de update para os produtos das Huawei.
Tais afirmativas levaram alguns veículos a criarem teorias sem fundamento a respeito do WhatsApp ser banido dos celulares da gigante chinesa, usando como justificativa o fato desse aplicativo estar hospedado na Play Store, que pertence ao Google e por sua vez não vai estar mais acessível para os aparelhos da marca em questão.
Porém, essas notícias podem ser consideradas falsas, haja vista que o Facebook não fez nenhum pronunciamento oficial corroborando essa afirmativa. Além disso, mesmo sem acesso à Play Store, os usuários Huawei conseguiriam continuar usando o app, pois existem diversos sites que disponibilizando APKs para download, até mesmo de versões beta, ficando à frente doo próprio Google.
Ainda existem muitas situações a serem resolvidas entre a Huawei e os Estados Unidos, haja vista que é preciso um veredito final para saber como vai ficar a empresa dentro do solo norte-americano, bem como a relação dela com as suas principais fornecedoras.

Nenhum comentário:

Postar um comentário